Spotify | Como a empresa uniu ciência de dados e User Research

Uma das grandes paixões do mundo corporativo é a experimentação, por mais que no geral seja muito difícil de se implementar, ela cria novos modelos e permite que façamos coisas novas de formas totalmente diferentes encontrando novas perspectivas sobre um mesmo ponto.

Ontem um amigo muito querido compartilhou comigo um artigo escrito por  Colette Kolenda (UX) e Kristie Savage (Cientista de Dados) sobre uma experimentação realizada pela empresa para validar hipóteses através da experimentação de cenários com públicos definidos e pesquisas de usuários.

Uma das dores da empresa era a discrepância entre os resultados de analises histórias e predições em cima de modelos de dados vs pesquisas realizadas com seus usuários.

As metodologias de pesquisa da empresa estão divididas em 4 quadrantes, conforme imagem abaixo, onde “O que” está relacionado aos dados e o “Por que” está relacionado as pesquisas.

2_20190717152554__d59e5679

Elas dividiram o modelo em um processo simples de 3 etapas, para unificar os resultados e torná-los complementares (e não contraditórios, como vinha ocorrendo).

Etapa 1: Aprimoramento das pesquisas: a definição clara dos objetivos da pesquisa facilitando a identificação de oportunidades de colaboração.

Etapa 2: mistura dos métodos em diferentes quadrantes da estrutura “What-Why”. Métodos complementares em diferentes quadrantes são definidos nas pesquisas para contrabalançar os pontos fortes e fracos de cada um.

Etapa 3: implementação de métodos simultaneamente para gerar insights abrangentes. Em vez de implantar cada método separadamente, projete seu estudo para que todos os métodos apontem para o mesmo grupo de usuários ao mesmo tempo. Isso mitigará os riscos de discrepâncias inexplicáveis.

Essas 3 etapas serviram para fazer com que os comportamentos dos usuários fossem mapeados e compreendidos, sem discrepância entre as duas áreas, com foco em uma solução que de fato resolveria os problemas de uma boa gama de clientes.

Com o foco em uma quantidade razoável de metodologias, triangulando o mesmo público, o Spotify vem fazendo uma das melhores ferramentas de streaming de musica do mundo, com recursos simplificados e concisos.

E aí, tá afim de criar produtos mais simples para o seus clientes? Para conhecer um pouquinho mais do case das meninas, acesse esse link.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo