Seu time é Lebre ou Tartaruga?

Uma fábula para você.


Era uma vez dois times, o time lebre, rápido no gatilho que não tinha medo algum de dizer sim a qualquer pedido da direção da empresa, e fazia tudo muito rápido, sem se importar muito com o como, apenas com o ponto final, velocidade é tudo!


O outro time era chamado de tartaruga, nunca aceitavam fazer entregas sob pressão de datas, mas estavam sempre preocupados em fazer o certo, da melhor forma possível, preocupados com o como, faziam as entregas de forma pensada e estruturada.


Pois bem, em determinado momento da vida, esses times passaram a precisar cuidar daquilo que entregavam em produção, ou seja, tudo o que entregaram durante a sua vida eles precisavam dar conta de manter funcionando.


O time lebre entrou em parafuso, todos os dias novos problemas, todos os dias war room, todos os dias o time inteiro dedicado a tentar fazer seu passado “funcionar” de novo, deixando de entregar coisas novas, perderam sua velocidade, e decidiram aumentar o time, mas isso não foi o suficiente, e tudo o que era novo dava muito mais trabalho para ser feito… e eles nunca mais foram os mesmos…


Já o time tartaruga dificilmente estava em war room, monitoravam toda a sua operação e agiam de forma proativa, eles mantiveram a sua velocidade de entregas com qualidade, e se tornaram o melhor time na visão da diretoria, o time que não tinha problemas e que eles podiam contar de verdade de forma mais perene.


“A corrida não é para os velozes, nem a batalha para os fortes”.


Estratégia no desenvolvimento de softwares e produtos é importante, precisamos capacitar nossos times para que afiem o seu Machado muito bem reduzindo o esforço futuro.


Reúna as informações necessárias e negocie prazos e expetativas, ninguém da diretoria está na posição que está a toa, o trabalho dessas pessoas é acelerar o negócio, e o nosso trabalho na base é dar informações para que se tenha no alto nível real entendimento dos desafios, impactos, riscos, e o que de fato vai mexer o ponteiro do negócio.


O que vale mais? Uma feature mal feita implantada rápido, mas gerando constantes impactos na operação ou uma frature bem pensada, com planejamento, mas com quase zero erros?


Pense nisso! Lute por isso! Podemos fazer sistemas bem melhores!


Inspirado em citação do livro “Arquitetura Limpa” do Robert C. Martin.


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo